Voltas na cama

De leite morno a antidepressivo, cada um tem seu jeito de combater a insônia

Martha Steffens

Fatores culturais também interferem na qualidade do sono (Foto: João Marcelo Faxina)

Uma boa noite de sono é muito importante para que as pessoas tenham maior disposição para enfrentar as atividades do dia a dia. Hoje, contudo, elas estão tendo cada vez mais dificuldade para dormir em decorrência de vários fatores prejudiciais, como estresse, ansiedade e depressão. Por isso, buscam outras alternativas para conseguir relaxar e descansar melhor, como uso de medicamentos e também de opções naturais, como os fitoterápicos. Alternativas não-medicamentosas também são utilizadas com frequência, como o consumo de leite morno e o banho quente.

É comum pensarmos que oito horas de sono são necessárias para o total descanso, mas algumas pessoas podem dormir cinco horas e estarem ótimas no outro dia. Mais importante que o volume total de sono é a sua qualidade. Muitos dormem 12 horas e acordam cansados devido a períodos de micro-despertar durante o sono, que se torna superficial e ineficiente para o descanso.

O sono não é ausência da atividade cerebral, e sim da capacidade de vigia, de percepção do ambiente onde se está. O cérebro continua funcionando em um ritmo diferente. Existem quatro estágios catalogados, chamados de “arquitetura do sono”, que refletem a profundidade do sono. Os estágios mais superficiais são os que mais fácil você será despertado, e os estágios mais profundos os que será mais difícil de trazê-lo à tona. A atividade elétrica cerebral se modifica em cada um desses estágios e, dessa forma, é possível reconhecer em qual estágio se está através de exames como polissonografia e o encefalograma.

Há também o sono REM (movimento rápido dos olhos), que representa uma parcela menor do volume total do sono e que acompanha as fases dos sonhos. Existe um período de latência (período de transição entre a hora em que se deita na cama e e quando se pega no sono). Entre o começo do sono e o sono REM (dos sonhos) existe um intervalo que varia de uma pessoa para outra, mas em média em torno de 90 minutos, manifestado principalmente na parte tardia da madrugada.

Segundo o neurologista Auredi Teixeira, existem elementos que interferem na qualidade do sono, como a ansiedade, o consumo excessivo de cafeína, chimarrão, chocolate, alguns tipos de chás, guaraná e outros estimulantes químicos, como o álcool. As pessoas, usualmente, ingerem esses estimulantes a fim de permanecerem acordadas para estudar ou trabalhar, mas em vez de se concentrarem ficam mais dispersas e fatigadas. Fatores culturais também influenciam no sono: a noite deixou de ser um período de descanso e reposição e passou a ser um turno de trabalho e estudo para muitos. Teixeira afirma que a conseqüência mais óbvia de não dormir bem é a sensação de sono e cansaço. Além disso, alterações no humor, como irritabilidade, perda de peso relacionada a alterações no apetite, dificuldade de memória e concentração também podem surgir devido à má qualidade ou mesmo ausência de descanso.

Quem faz uso de medicamentos para dormir acaba não tendo um sono reparador, mas, segundo o médico, por pior que seja o sono ainda é melhor que não dormir. Além de remédios específicos, os insones por vezes consomem outros medicamentos que provocam efeitos similares, como sedativos e antidepressivos. A aposentada J. S., 59, que faz uso de medicamento antidepressivo há 22 anos, afirma: “Não consigo me imaginar sem ele. Por causa da depressão, tenho dificuldades para dormir e, consequentemente, estou dependente dele”. Para muitos, como a dona de casa acima, dormir não é tão simples. Aos que sofrem com a insônia e dificuldade em relaxar, o ideal é procurar orientação médica para o tratamento dos distúrbios do sono.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , . ligação permanente.

Uma resposta a Voltas na cama

  1. Pingback: Dicas para dormir bem |

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s