Diabetes assume proporções de epidemia global

Segundo o Ministério da Saúde, doença já afeta cerca de 246 milhões de pessoas

Mariane de Oliveira

Exagero no consumo de açúcar pode causar falência pancreática (Foto: Mariane de Oliveira)

De acordo com o Ministério da Saúde, o diabetes afeta cerca de 246 milhões de pessoas em todo o mundo. A previsão para 2025 é que esse número aumente para 380 milhões. No Brasil, a ocorrência média de diabetes na população adulta (acima de 18 anos) é de 5,2%, o que representa 6.399.187 de pessoas que confirmam ser portadoras da doença. A incidência aumenta com a idade, e o diabetes atinge 18,6% da população acima de 65 anos.

Existem dois tipos de diabetes: o diabetes mellitus tipo 1 – caracterizado pela dependência da insulina, que deve ser ministrada através de injeção – e o diabetes mellitus tipo 2 – que surge como consequência de uma produção insuficiente de insulina ou resistência do organismo à sua ação. O diabetes tipo 1 é diagnosticado, em geral, durante a infância, enquanto o tipo 2 desenvolve-se ao longo da vida madura. Segundo o médico clínico geral Uilson Gemelli dos Santos, ocorre uma disfunção no pâncreas, órgão responsável por secretar a insulina (substância fundamental para carregar o açúcar na corrente sanguínea.

Enfermeiro Angelo de Oliveira mostra ampola de insulina usada no tratamento do diabetes tipo 1 (Foto: Mariane de Oliveira)

Enfermeiro Angelo de Oliveira mostra ampola de insulina usada no tratamento do diabetes (Foto: Mariane de Oliveira)

Uilson explica que uma vida inteira de má alimentação pode fazer com que o pâncreas se sobrecarregue e, assim, diminua a produção de insulina. Desse modo, acontece um grande aumento de açúcar no sangue e não há insulina suficiente para transportá-lo aos tecidos. É necessária, então, a utilização de fármacos para estimular o pâncreas a produzir insulina e, em últimos casos, ela será administrada de forma injetável.

O enfermeiro Angelo L. de Oliveira lembra alguns hábitos importantes para cuidar da saúde e da taxa glicêmica no sangue: “Ter uma alimentação balanceada, sem exagerar no amido e açúcares em geral, pode ajudar as pessoas a não desenvolver o diabetes, além de praticar exercícios físicos de forma adequada e sem exageros. Vale lembrar também que é muito importante ter acompanhamento de um profissional da saúde”.

Diabéticos devem buscar um tratamento adequado à gravidade da sua doença. Se não tratada, o diabetes pode causar graves problemas, como derrame cerebral, insuficiência renal, infarto, problemas visuais e problemas com cicatrizações. É importante a conscientização e mudança de hábitos de toda a população, já que o diabetes atinge de crianças a idosos.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s