Na dúvida, pense positivo e procure o SAE

O Serviço de Assistência Especializada de FW distribui kits no Dia Mundial de Luta contra a Aids

Shana Rocha Nazário

Ivonei, coordenador do SAE, distribuindo kits para os jovens na Praça da Matriz (Foto: Eduarda Wagner)

O Dia Mundial de Luta contra a Aids, comemorado em 1º de dezembro, foi criado para mobilizar as pessoas na batalha contra a doença e alertar para as formas de transmissão, principalmente conscientizando sobre a necessidade da prevenção. O Serviço de Assistência Especializada – SAE – de Frederico Westphalen participou ativamente dessa luta contra a AIDS, distribuindo cerca de 300 kits com informativos, vira-mate e preservativos na Praça da Matriz.

A ideia dos kits foi adaptada a partir de experiências de outras regiões do Estado, procurando algo que atraísse a atenção das pessoas, que normalmente se sentem constrangidas com o assunto.  O coordenador do SAE, o técnico em Enfermagem Ivonei Cláudio Fão, explica que o vira-mate foi uma opção pensada para tratar de uma maneira mais natural a questão do sexo, prevenção e doenças entre os familiares, optando por um objeto utilizado por todos no preparo do chimarrão. Desses 300 kits, cada um era composto por um informativo que explica o que é o vírus HIV, como é a forma de contágio, como tratar e o que fazer se o exame confirmar a doença (que só se desenvolve quando a pessoa tem o vírus), um vira-mate e 3 preservativos, os mesmos disponibilizados pelo Posto de Saúde  e  com venda proibida,  totalizando 1.200.

Ivonei Fão conta uma experiência que teve durante a campanha: “Gostaria de relatar para vocês um depoimento que recebi: após fazer a abordagem em uma pessoa que passava pela calçada, retornei para o toldo e notei duas meninas de aproximadamente 10 anos de idade e com mochilas nas costas, folheando os folders dispostos sobre a mesa. Me dirigi até elas e auxiliei para que levassem sobre doenças diferentes. Para minha surpresa, uma delas se voltou a mim e falou: ‘Obrigado pelo material, vou procurar ler, porque lá em casa ninguém me explica nada…’. Pra vocês verem como temos muito trabalho pela frente e precisamos da ajuda dos meios de comunicação.” Ele comenta que as pessoas são muito retraídas em relação a essas doenças e aos métodos de prevenção, sentem vergonha de procurar ajuda e medo de que outras pessoas saibam que fizeram algum teste.

O SAE está à disposição de todas as pessoas que necessitam de auxílio para o tratamento dessas doenças e também para a realização de exames e atendimento médico especializado. O SAE atende todos os 27 municípios da 19ª Coordenadoria Regional de Saúde e funciona todos os dias da semana das 8h ás 12h. Nas terças-feiras, o médico Sabino Berton, da cidade de Ametista do Sul, presta atendimento no Posto de Saúde de FW. Ao longo da semana, são realizados exames e distribuídos medicamentos e preservativos. A equipe é composta por uma psicóloga, uma enfermeira, um farmacêutico, um técnico e um médico.

Logotipo do SAE (Fonte: divulgação)

O Serviço de Assistência Especializada não se restringe apenas a HIV/AIDS, ele abrange também o tratamento de outras doenças, como hanseníase, tuberculose, DSTs e hepatites virais. Esse atendimento especializado entrou em funcionamento no dia 8 de setembro em Frederico Westphalen e está localizado no Centro Municipal de Saúde.

São atendidas, em média, nove pessoas portadoras dessas doenças assistidas pelo programa por semana. São 54 pacientes em tratamento com uso de medicação antiretroviral para AIDS, 12 deles aqui em Frederico Westphalen. Esses atendimentos e tratamentos são realizados por uma equipe qualificada, que oferece segurança e sigilo quanto aos resultados e informações coletados. Se existe alguma dúvida em relação à sua saúde, faça um exame, o SAE existe para auxiliar e informar. Com horário de funcionamento das 8h às 12h no Posto de Saúde municipal, é possível entrar em contato com os profissionais do SAE de Frederico Westphalen.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , , , , . ligação permanente.

4 respostas a Na dúvida, pense positivo e procure o SAE

  1. marisa teixeira diz:

    sou marisa teixeira moro em palmitinho ,,,sou palestrante a algum tempo,,,,sou portadora de hiv a 5 anos….achei muito importante a reportagem de vcs ,,,,e continue insentivando as campanhas e divulgando isso e muito importante,,,,parabens por esse exelente trabalho,,,

    • Shana Nazário diz:

      Olá Marisa, que bom que gostastes da matéria. É muito importante que as pessoas conheçam os tratamentos e percam o preconceito de se informar. Com auxílio de serviços como o SAE e concientização as coisas irão mudar!! Até mais.

  2. Pingback: Diminui taxa de contaminação por HIV no mundo |

  3. Pingback: Diminui taxa de contaminação por HIV no mundo |

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s