Brincadeira de criança merece proteção solar!

Com a chegada das férias, recomenda-se filtro solar, boné e muito cuidado com a pele de seu filho

Marcielle Martins

Mesmo com o dia oscilando entre ensolarado e nublado, recomenda-se o uso do boné (Foto: Marcielle Martins)

Férias da escola, praia, horário de verão, brincadeiras no pátio de casa e na pracinha: essa época do ano é a que as brincadeiras de criança tomam conta. Proibir a diversão fica complicado já que aproveitar tudo isso faz parte de uma infância saudável.

Os cuidados com a pele dos filhos devem ficar em primeiro plano quando o assunto é exposição aos raios solares. Por isso, a principal dica é o uso de boné ou viseira e passar protetor solar antes do seu filho arredar o pé de casa.

Nesse momento, surgem mil perguntas na cabeça dos pais: “Qual o melhor protetor solar para meu filho?”, “Usar boné resolve?”, “ A cor da roupa influencia?”. Para entender melhor sobre o assunto, a dermatologista Maria Eugênia Heberle, 38 anos, explica: “Quanto à cor da roupa, nenhuma vai proteger quanto aos raios solares, por isso é importante que seja passado protetor solar em todo o corpo da criança, inclusive nas partes que ficarão sobre proteção da roupa”, diz ela.

O boné deve ser usado quando a criança vai ficar por um longo tempo exposta ao sol e, até mesmo, em dias quentes e nublados. Em relação à escolha do melhor protetor solar, segundo Herbele, a partir do 6º mês de vida até os 2 anos de idade, devem ser usados apenas os protetores com filtros inorgânicos, também conhecidos como filtro físicos, que, além de proteger a pele da criança com segurança, não causam irritações. Esses protetores também são indicados a pessoas que têm a pele sensível.

O couro cabeludo e os cabelos também merecem cuidados especiais por serem regiões mais expostas aos raios solares, por isso os pais devem procurar produtos capilares adequados, suaves, que não irritem o couro cabeludo e os olhos das crianças. Uma dica são os produtos que possuem fórmulas que ajudam a formar uma espécie de filme protetor contra o cloro e previnem o ressecamento.

Todo o cuidado é para evitar experiências como a de Rosângela Beltrame, mãe de Eduarda, de 5 anos, nas férias de 2009: “Fomos para a praia no ano passado e em dos dias, por descuido, eu havia esquecido de passar protetor solar na minha filha. Não vou me esquecer, porque esse episódio aconteceu no dia 23 de dezembro, às vésperas do Natal. Passamos o Natal inteiro com ela no pronto-socorro, toda queimada e escamando, com febre e náuseas. Não vale a pena perder as férias por falta de cuidado. E ainda, alerto as mães para que mandem seus filhos para o sol com protetor, roupa e boné”, conta a mãe.

Aos bebês com menos de seis meses de idade, vale lembrar, a proteção não deve ser feita com filtro solar, e sim com bonés, chapéus, roupas e muita sombra.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s