Vacina anti-HPV para homens!

Vacina é liberada para os homens (Foto: Shana Nazário)

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso da vacina contra o HPV (papilomavírus humano), que já era conhecida das mulheres, aos homens. Pessoas do sexo masculino, de nove a 26 anos de idade, já podem se prevenir contra o vírus que pode causar câncer. No Brasil, existem cerca de 685 mil pessoas que vivem com o HPV, geralmente contraído através de relações sexuais desprotegidas. Cuide-se e informe-se. A vacina contra o HPV é mais um método que irá ajudar manter a sua saúde em dia.

Anúncios
Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , , | Publicar um comentário

Naturologia em prol da saúde

Tratamentos naturais podem auxiliar em diversas patologias

Luiz Fernando Barp

Receitas caseiras já fazem parte da rotina dos brasileiros (Foto: Luiz Fernando Barp)

As terapias complementares, segundo naturologistas, são grandes parceiras da medicina tradicional. A Naturologia está preparada para auxiliar no processo de cura de várias patologias físicas, emocionais, psicológicas, entre outras, podendo agir de forma direta ou complementar a outros tratamentos clínicos. O seu trabalho consiste em utilizar alguns recursos naturais que são destinados para a manutenção e recuperação da saúde dos pacientes.

Entre as formas de tratamento que a Naturologia trabalha, a Fitoterapia é uma das mais comuns. Utilizar ervas para chás e compressas é, para muitas pessoas, uma tradição antiga, passada de geração em geração. É o caso da aposentada Júlia Almeida, 67, que aprendeu com a mãe a escolher as ervas. “Minha mãe me ensinou que marcela é bom para dor de estômago, então sempre que como algo que não me faz bem faço um chá de marcela e tudo se resolve. Já quando estou muito nervosa, pego folhas de laranja, que tem o efeito calmante”, conta a aposentada.

Por mais que um chá ingerido ocasionalmente não faça mal, àqueles que desejam começar um tratamento naturológico é indicado, antes de tudo, que se busque um profissional formado na área. A partir disso, o naturólogo poderá analisar o paciente e definir o tratamento.

Para o cardiologista Antônio Barbosa, 68, mesmo que a Associação de Médicos do Brasil (AMB) não reconheça esses produtos, eles podem ser utilizados após pesquisas. Segundo ele, muitos medicamentos industrializados têm sua origem em ervas medicinais. Sua dosagem é regulada, e isso quem costuma fazer são pesquisadores e farmacêuticos.

Contudo, segundo o naturólogo Christiam Moreira Felizardo, 25, em momento algum a medicina alternativa anula a importância dos medicamentos industrializados: “como todo profissional, o naturólogo possui limites e deve reconhecer isso, buscando as soluções com o próprio indivíduo em questão e com outros profissionais”, afirma o naturólogo.

Quando o assunto é saúde e medicamentos, muitas dúvidas costumam aparecer. Crenças e costumes às vezes ainda prevalecem em alguns tratamentos, por isso o mais importante é que antes de ingerir qualquer medicamento se busque informações. Hoje são inúmeras universidades que formam profissionais aptos a auxiliar no tratamento de doenças, portanto, se automedicar pode ser arriscado.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Um brinde ao Dia Estadual do Vinho!

O vinho tinto traz benefícios à saúde (Foto: Shana Nazário)

Os gaúchos comemoram hoje o Dia Estadual do Vinho. Nesta edição, as festividades iniciaram no dia 27 de maio até o dia 5 de junho, em Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Flores da Cunha, Garibaldi, Monte Belo do Sul e Porto Alegre. O evento mobiliza 80 vinícolas, 47 restaurantes, 17 hotéis, além da agroindústria, comércio, agências de turismo e outros 56 empreendimentos. A programação conta com mais de 200 empresas da cadeia vitivinícola nos festejos.

O vinho tinto possui propriedades benéficas para a saúde e que são comprovadas cientificamente. Ele é responsável por promover a desaceleração da deterioração celular do organismo, e desempenha também um papel importante na proteção das funções cardiovasculares. Uma substância chamada resveratrol que está presente nos vinhos, especialmente no tinto, desempenha a função de antioxidante e faz com que o vinho seja considerado um alimento funcional. Isso explica por que a história de beber uma tacinha de vinho por dia faz bem à saúde. Ingerir diariamente 250 ml da bebida é o suficiente para obter o benefício das suas propriedades protetoras à saúde.

O Dia Estadual do Vinho é uma promoção de Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e Governo do Estado, através das secretarias da Agricultura e Abastecimento e de Turismo, Esporte e Lazer. A primeira celebração da data ocorreu em 2004.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

A bala do desamor

Conhecido como a droga do amor, o ecstasy pode causar dependência

Marcielle Martins

Verde pode ser uma das cores da droga (Foto: Marcielle Martins)

O ecstasy é normalmente consumido em tabletes ou cápsulas, contendo cerca de 120mg da substância. Seus efeitos podem durar de quatro a seis horas, e cada comprimido custa, em média, entre R$30 e R$ 60. Ingerido por via oral, a droga chega à circulação sanguínea em no máximo 60 minutos, e seus efeitos começam quando o MDMA (princípio ativo da droga) alcança o cérebro. É muito consumido em raves e em festas de música eletrônica.

A universitária J.F., 26, quase chegou a uma overdose após usar a droga: “eu usei três balas em uma rave que teve em Santa Catarina. Lembro que havia comprado de um cara que vendia por lá, o preço era bom. Tomei duas e achei que não ia dar em nada, meia hora depois tomei outra e logo veio a sensação de prazer e agitação. Minhas pernas não paravam quietas, eu só queria saber de dançar e amar todo mundo. Eu já tinha tomado LSD, mas ecstasy nunca. Pelo fato de estar em outro estado, longe da casa dos pais, resolvi extrapolar na dose. Logo depois que bateu o efeito, comecei a ingerir muito álcool, misturei cerveja, vodka e energético. Meu coração foi a milhão, estava com febre  e eu não conseguia mais parar em pé. Meus amigos chamaram o serviço de socorro que tinha por lá, parecia que eu ia morrer. Fiquei traumatizada, pois apresentei sintomas de overdose, ainda mais que na época eu tomava remédios antidepressivos.”, conta a estudante.

Para o psiquiatra Jorge Luis Carrão: “ O ecstasy está classificado entre os estimulantes (como a cocaína, nicotina, cafeína e o crack) e entre as anfetaminas, que são remédios pra emagrecer. Atua, basicamente, em dois neurotransmissores: noroadrenalina e dopamina, substâncias estimulantes que fazem  com que a pessoa perca a sensação de fadiga. Esse efeito pode ser tão forte a ponto de subir a pressão arterial, ter febre alta e sudorese muito intensa, a ponto de desidratar a pessoa. Existe também o risco de crise convulsiva por atingir o sistema nervoso central e o sistema cardiovascular”, explica o psiquiatra.

Engana-se quem acha que o ecstasy não causa dependência. Ele causa dependência psíquica, o que pode ser mais complicado de tratar. O MDMA leva à descarga da serotonina, um neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar. Depois de cerca de quatro horas, o nível da serotomina baixa, o que provoca uma espécie de “deprê”, podendo evoluir para uma depressão diagnosticada. Por isso, o usuários podem recorrer a droga com mais frequência.

Carrão complementa: “As pessoas minimizam os efeitos das drogas. Um exemplo bem comum é a maconha. Muitos pensam ‘não dá nada, é uma ervinha’. Eu já vi casos de pessoas que usaram maconha e ficaram psicóticas, saíram da realidade, precisaram ser medicadas de maneira muito intensa para reverter o quadro”, alerta o psiquiatra.

Segundo a farmacêutica Luciana Gerarde, 25, o ecstasy é uma substância psicoativa pois “determina dependência física ou psíquica,  justamente por agir no sistema nervoso central. Pertence aos fármacos inibidores da MAO, ou seja os que, interferem com o funcionamento da enzima MAO e anulam a destruição de compostos químicos, por isso é contra indicado. O uso concomitante de anfetaminas e antidepressivos pode levar à hipertensão, efeitos cardiovasculares e estimulação psíquica já que ambos agem estimulam o sistema nervoso central”, explica a farmacêutica.

Conforme J.F.: “eu já não sabia mais o que era ir a uma festa sem estar sob efeito de algo. Quando experimentei ‘bala’ o efeito foi alucinante e gostoso. Depois disso, veio mal estar e sensação de morte. Não desejo isso para ninguém e depois de tudo isso, tenho medo de perder minha vida por uma porcaria enganosa. legal de drogas”, conclui a universitária.

Depois de relatada a experiência da jovem é importante que os jovens possam pensar  essa busca de prazer e de outros estados de consciência de outras formas.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , | Publicar um comentário

Academia ao ar livre: liberdade demais?

Frequentadores não passam por avaliação médica ou orientação para utilizar os aparelhos

João Marcelo Faxina

Usuários estão à espera de profissional (Foto: João Marcelo Faxina)

Em Frederico Westphalen, elas são três: uma na Praça da Matriz, outra na Barril e a última no distrito Osvaldo Cruz. As academias ao ar livre fazem parte do programa do governo federal Brasil Saudável, projeto que ainda em 2005 começou a planejar ações que visam à mudança de alguns hábitos dos brasileiros, como o sedentarismo e o tabagismo. Em parceria com o governo estadual, foram instaladas as três academias que hoje funcionam na cidade, e há previsões de mais duas, ainda sem local definido.

A mais popular delas é a da Praça da Matriz. Nos finais de tarde e fins de semana, o movimento é grande. As reclamações, também. A principal delas é a carência de um profissional para orientação à atividade física. Os aparelhos não apresentam sobrepeso, ou seja, o usuário se exercita utilizando o peso do próprio corpo. Mesmo assim, e deve-se pensar que eles foram, inicialmente, direcionados à terceira idade, a falta de auxílio compromete o benefício dessa atividade. Um exercício executado de forma errada não só pode comprometer os efeitos benéficos da prática, como também reforçar complicações que o usuário já apresenta.

A presença de um profissional e de uma avaliação médica é, em alguns casos, imprescindível. Para Luciano Panosso da Silva, 40, professor universitário especialista em programação de exercício físico, todos podem realizar alguma atividade física, mas alguns possuem restrições: “em relação às pessoas que necessitam de alguns cuidados – idosos, pessoas hipertensas, cardiopatas – que, realmente, é o grande público que vem frequentar a academia, nesse caso seria interesante ter um profissional orientando. Pessoas de 35 a 40 anos, uma vez aprendendo a fazer a atividade física, não necessariamente precisariam ter um acompanhamento”, explica o professor.

A professora de educação física da terceira idade Márcia Vicari, 39, é quem faz o trabalho junto à academia. Para ela, os idosos estão bem assistidos: “os idosos não usam sem orientação porque eu sou a professora de atividade física dos idosos. O idoso que me procurou, que faz parte das oficinas, faz parte de nossos programas bem orientado. Esse eu garanto. Agora, se de repente algum idoso que não chegou até nós, ou que veio de outro município, foi lá e praticou um pouquinho, eu também não posso responder por eles”, afirma a professora.

A utilização dos equipamentos por crianças e a falta de manutenção dos aparelhos também fazem parte das reclamações dos usuários. A manutenção cabe à Prefeitura, que terceiriza o serviço a uma empresa de Chapecó (SC). Edson Borba, 32, coordenador de projetos, afirma que ainda nesta semana a Prefeitura e a empresa realizarão uma vistoria no local e consertarão os equipamentos defeituosos. Confira, na reportagem de Luiz Fernando Barp, o que dizem os usuários e os responsáveis pelas academias ao ar livre de Frederico Westphalen:

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , , , | Publicar um comentário

Todos contra as cáries!

Cuidado com a sáude bucal da criança começa ainda na barriga da futura mamãe

Priscila da Silveira

Enzo, de três anos, já escova os dentes sozinho (Foto: Priscila da Silveira)

Os dentes são mais que pura estética: eles são fundamentais para que se tenha uma vida saudável. Na infância, os cuidados com a dentição devem vir desde a barriga da mãe, pois é dentro do útero que os germes dentários começam a se formar. A mãe deve ter uma alimentação balanceada para garantir uma dentição saudável para o bebê. Por isso, na gravidez é essencial se alimentar de forma correta, reduzindo açúcares e carboidratos.

Logo nos primeiros dias de vida, antes mesmo de aparecerem os primeiros dentinhos, a limpeza bucal já deve ser realizada com frequência. Para fazer a higienização da boca da criança, é aconselhável usar gazes ou fralda umedecida em água filtrada. A indicação é que a limpeza seja feita após as mamadas.

A odontopediatra Hermelita da Cas Scapin, 58, diz que o uso de dedeiras é aconselhável para fazer a higienização bucal de um bebê: “quando começam a nascer os primeiros dentinhos, a mãe pode começar a usar as dedeiras, que podem ser compradas em farmácias. O cuidado maior que se deve ter é quando nascem os dentinhos superiores e, principalmente, os molares, que ficam localizados mais ao fundo. Esses dentes inferiores têm tubos e fissuras e, a partir desse momento, a escova deve entrar em ação”, explica Hermelita.

É importante alertar que a cárie é contagiosa e, por isso, nenhum objeto deve passar pela boca de um adulto antes de ser levado à criança. O hábito de experimentar papinhas ou colocar a chupeta na boca para limpá-la pode contaminar e fazer com que surjam as indesejadas cáries.

A escova de uma criança deve ser adequada para a idade dela. De preferência, deve ser pequena e macia. Para tornar a escovação um hábito agradável, alguns pais apostam em escovas e cremes dentais temáticos, como é o caso da camareira Angélica Koop, 33: “Meu filho tem três anos de idade e já escova os dentes sozinho, eu apenas o supervisiono. Como ele gosta de desenhos infantis, nós compramos escovas e cremes dentais dos personagens preferidos dele. Acredito que isso torne a escovação mais interessante para meu filho”, conta a mãe.

Mesmo o flúor sendo um dos principais meios para prevenção da cárie, o creme dental deve ser usado com cautela. A partir do momento em que a criança aprende a cuspir, ela pode fazer uso de cremes dentais. Antes disso, não é necessário. Já o enxaguatório bucal é contra-indicado para crianças menores de seis anos.

A escovação infantil é importante para manter a saúde da boca e do corpo. Se os dentes não estão saudáveis, a alimentação pode ser prejudicada, pois com a falta dos dentes ou com dores fortes provocadas pelas cáries, as crianças acabam não se alimentando de forma correta. Os doces e refrigerantes também são inimigos e, por serem os favoritos das crianças, acabam ajudando na formação de placas bacterianas.

“A cárie é formada quando o dente está com uma sujeirinha, que a gente chama de placa. Esse local contém restos alimentares, e a bactéria vai metabolizar essa sujeirinha e soltar um ácido que vai atacar o esmalte do dente. A parte mineral vai sair e o dente começa a amolecer e aí surge cárie”, acrescenta Hermelita.

O ato de escovar os dentes diariamente deve ser incentivado, porém, por diversas vezes, a escovação é esquecida, seja pela preguiça, ou pela correria do dia a dia. Alguns pais acabam deixando de lado as instruções sobre escovação e permitem que a criança siga a escovação sozinha. Por isso, a escola tem papel fundamental na aprendizagem e construção de hábitos saudáveis.

Professora Josiane auxiliando na escovação infantil (Foto: Priscila da Silveira)

A professora Josiane Cristina Copatti, 34, conta que o maternal da escola Nossa Senhora Auxiliadora realiza o projeto “Conhecendo Minha Identidade” desde fevereiro. Nesse projeto, as crianças puderam conhecer os benefícios de manter a boca livre das cáries.

“A partir desse projeto, nós começamos a fazer a escovação diariamente, após o lanche. Nós ensinamos tudo através de brincadeiras, não forçamos ninguém a escovar. As crianças aprendem e ensinam os pais a fazer em casa, ou seja, o hábito não é mantido somente em ambiente escolar, ele é levado para fora daqui”, comenta Josiane.

É importante manter os dentes de leite saudáveis para que a mastigação ocorra normalmente. Os dentes de leite, chamados decíduos, servem de orientação para os dentes permanentes. Se um dente de leite cair, o dente ao lado tende a inclinar, tomando o espaço daquele que irá nascer. Esse evento pode causar danos na dentição da criança que, provavelmente, terá de usar aparelho.

Os problemas de saúde bucal infantil podem ser evitados com simples iniciativas, como, por exemplo, boa alimentação e escovação correta. É fundamental que a escola também incentive o aluno a escovar os dentes para que ele possa criar o hábito da escovação, levando essa aprendizagem para casa e ensinando aos pais sobre a importância de ter uma boca saudável.

Confira, abaixo, vídeo com dicas de como manter a saúde bucal das crianças:

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , , , , | Publicar um comentário

Dia do Desafio acontece amanhã

Atividades em academias também estão valendo (Foto: João Marcelo Faxina)

Em mais um ano, a cidade de Frederico Westphalen entra no clima do Dia do Desafio. Desta vez, irá disputar contra a cidade de Santiago Paspaquiaro, no México. Para aqueles que ainda não conhecem o evento, o Dia do Desafio é uma competição anual realizada na última quarta-feira do mês de maio. A competição entre as cidades é apenas um estímulo para o mais importante de tudo: praticar algum exercício físico.

Entre as atividades que serão realizadas no município neste ano estão inclusas o Futebol de Pijamas, exercícios de alongamento com os grupos da terceira idade e brincadeiras com os alunos da rede pública de ensino. O SESC da cidade também estará na Praça da Matriz motivando quem passar pelo local a dedicar pelo menos cinco minutos do seu dia para a prática de exercícios físicos. Atividades em academias de ginástica também serão contabilizadas na “competição”. A intenção da Prefeitura é que pelos menos 60% dos munícipes participem da brincadeira.

“O Dia do Desafio é importante não somente para competir, mas também conscientizar e criar um hábito de praticar alguma atividade que beneficie a saúde” comenta Clei Cenira Giehl, 26,  organizadora do evento em Frederico Westphalen.

Publicado em Uncategorized | Etiquetas , , , , | Publicar um comentário